Os pediatras da DGS anunciaram que, contrariando o que afirmaram recentemente, deixam de considerar o marisco um grupo alimentar repelente e passam a comer camarão a todas as refeições.

A mudança drástica de gosto foi motivada por novos dados e não terá nenhuma relação, segundo afirmam, com o facto de o governo ter comprado um cargueiro cheio de camarão-tigre a Madagáscar ou com uma visita de António Costa em que o primeiro-ministro terá vociferado que “quem não comer pela boca, come pelo outro lado”.

A DGS não recomenda, para já, os clisteres de camarão ou de qualquer outro marisco. Talvez para a semana. Até lá, apelam a que se continue a seguir a ciência.

Renato Carreira

afinador de consoantes

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store